24 de julho de 2014


TUDO AO QUE ME RECUSO

"Me recuso ao "mornismo televisionado" da TV, gente que tem medo de viver, a falta de entrega, falta de amor, bitolação e falta de questionamento. Homem com mais peito que eu, mini serie da Globo, mulheres falsas, passar a perna pra ganhar vantagem, ciúmes louco, falta de confiança e exposição de auto afirmação.
Me recuso a viver sem livros, sem viagens, sem amigos, sem família e sem sossego. Me recuso a dias de sol sem cerveja, sem piscina e sem alguma água pra me refrescar.
Me recuso amor sem sal, sem açúcar, nem quente e nem frio. Comigo meu amor tem que ser que nem meu banho pegando fogo, mas na medida certa. O mais ou menos me dá quase asco. Me julgue por isso se quiser!
Me recuso a viver sem música, sem show, sem o sonho dos discos de vinil e sem a nostalgia do passado às vezes. Posso viver essas recusas? Quem vai transformar minha recusa em aceitação, ninguém além de mim. Não há mal na recusa quando tudo na vida, acaba sendo uma questão  de permitir ou não. E tem coisas que não permito e ainda me recuso.
Me recuso a viver sem sentir, eu vivo pra sentir e sinto pra viver. Intensa de natureza, se precisar me recuse assim. Só não me mude! 
Me recuso a não viver as cores e o preto-e-branco da vida, me recuso a não me entregar ao que faz meu coração vibrar, me recuso a deixar que a vida passe sem que nada me pareça brilhante, recuso uma vida sem graça pra mim. Me recuso ao "mornismo" de uma vida, quero uma existência vivida e fim!"
O texto acima foi criado e publicado por Renata Batista, paulista, estudante de Psicologia que tem um blog onde escreve seus textos e pensamentos, é o Esta é Minha Mente. Clica para conhecer.

E VOCÊ TAMBÉM ESCREVE? QUER VER SEU TEXTO AQUI? Envie o seu texto já publicado (de sua autoria) com o link do seu blog para evelyncmo@gmail.com e boa sorte!!!


Um comentário:

Gostou? Odiou? Comente aqui:

www.flickr.com
Itens de evelyncmo Vá para evelyncmo galeria