2 de julho de 2014


MEU EU SEM VOCÊ

"Ainda não sei o possível tema central desse texto, mas tem dias que a gente acorda sem noção da vida e do tempo e quer apenas fazer com que ele passe rápido. Foi pensando nisso que eu resolvi lhe escrever essa carta, pela 2.065ª vez. Prometo que não ocuparei mais seu tempo, só por hoje, até o dia terminar ou até quando durarem meus rascunhos. 
Quando você viajou tudo ficou tão diferente. Entrei para faculdade, me formei no curso que tanto queria e agora estou em busca de um grande sonho e o mais estranho disso tudo é que você já deveria saber disso. Era para você acordar junto comigo, irmos trabalhar ou sei lá, só conversar já estaria bom para mim. Ás vezes eu acho que estou perdida aqui nessa cidade grande, enquanto você tenta ser alguém ai fora. 

Quero que saiba que quando nos conhecemos naquele parque eu realmente não tinha nada para fazer da minha vida, até você chegar e bagunçar tudo. Não que eu gostasse das coisas organizadas, mas sério você virou meu mundo de cabeça para baixo e agora não consigo mais desvirar, e na maior parte do tempo tudo é confuso. Você criou o seu próprio código e a única coisa que eu consigo enxergar são números, pessoas, ruas e mais números. Espero que você entenda o motivo dessa carta. 
Queria que você soubesse que há 4 anos atrás quando te conheci, imaginei nós dois agora muito mais felizes do que o atual presente. Não me entenda mal, mas a única coisa que nos separa no momento além de quilômetros e mais quilômetros de distância é essa maldita internet, que toda vez que apita faz junto com ela o meu coração quase pular para fora. 
Querido já se passaram 5 anos, sabe o quanto significa isso? Acho que nem eu. Pensa no motivo que nos fez chegar até onde chegamos e vê se volta ou fica para sempre. Não sei mais o que escrever aqui, só queria que soubesse que se de alguma forma essa crônica não terminar bem, eu estarei em Paris como combinado. Caso mude de ideia vem para cá, nossa vida é muito mais do que tudo isso, esse sonho não é real sem você, na verdade nem eu mesma sou real sem você. Cansei de ver o final feliz do meu vizinho, dos meus amigos, da Elena do TV, de todos os meus personagens favoritos de livros caros, acho que o amor no final é bem mais importante do que tudo, pelo menos um carinha do interior do RJ me disse isso em uma tarde de março qualquer quando me pediu em noivado. Então de uma vez por todas larga tudo, vem viver aqui, ser feliz, pagar contas, dividir o edredom, ler em voz alta enquanto eu tento dormir, só por favor faz ser real."

O texto acima foi criado e publicado por Bia Scalzo, uma estudante de Publicidade e Propaganda que compartilha diversas dicas de atualidade, resenhas de livros e muitos de seus outros textos em seu blog Traços Imaginários. Vale o clique para conhecê-la melhor meninas.



E VOCÊ TAMBÉM ESCREVE? QUER VER SEU TEXTO AQUI? Envie o seu texto já publicado (de sua autoria) com o link do seu blog para evelyncmo@gmail.com e boa sorte!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Odiou? Comente aqui:

www.flickr.com
Itens de evelyncmo Vá para evelyncmo galeria