1 de dezembro de 2013

A PRISÃO DO DINHEIRO DE PLÁSTICO
O consumo está cada vez mais desenfreado em nossa sociedade. E isso se deve as facilidades que a vida moderna nos trouxe, como por exemplo o cartão de crédito, ou melhor, os cartões de crédito, afinal de contas quem hoje em dia consegue parar no primeiro?
Se você é aquele tipo de pessoa que sempre sente uma pontinha de felicidade ao ouvir o apito da maquininha de cartão e em seguida ao ver o aviso “Compra aprovada” vibrou e assinou o cupom, é hora de parar pra pensar.

Não que isso seja um crime, até mesmo eu passo por isso, mas a questão aqui é que o dinheiro de plástico nos traz uma falsa ilusão de poder aquisitivo e isso acaba camuflando a visão futura de que uma hora  a conta vai chegar e esse dia é o dia do pesadelo, a conferência da fatura.

Aquela conta enorme e que muitas vezes foge do seu controle e você ainda continua gastando e gastando. Mas por que agente compra tanto?
Por trás dessa busca por ter coisas tem um significado, um significado simbólico de que quem tem “o de marca” ou “o mais caro” é que é o melhor, como se isso agregasse algo importante às características pessoais do indivíduo.

Pergunta-se, qual a necessidade? Realmente precisa-se do que se compra, ou o que se compra está falsamente suprindo uma carência do sujeito?
Nessa altura da modernidade precisamos desligar um pouco o celular, o computador, o tablet e rever nossos conceitos, nossos valores e principalmente nossas necessidades reais, as que nos trazem felicidade.

Se você, assim como eu está tentando se libertar dessa vida de dinheiro de plástico levanta a mão!

Um comentário:

  1. Boa noite..por isso que nao tenho cartao de credito..hahaha
    besossss y tengo post nuevo

    www.cosasde-ladydiva.com

    ResponderExcluir

Gostou? Odiou? Comente aqui:

www.flickr.com
Itens de evelyncmo Vá para evelyncmo galeria